Textos


COM A POESIA ABAIXO QUERO ABRIR UMA CIRANDA PELA PAZ NO MUNDO, ESPERANDO A PARTICIPAÇÃO DE TODOS OS RECANTISTAS QUE TENHAM ALGO A DIZER, UM GRITO NA GARGANTA, UM PENSAMENTO, UM SENTIMENTO, UMA VONTADE PELA PAZ!
VENHAM GRITAR COMIGO, QUE NOSSA POESIA SEJA O NOSSO GRITO, VISTO QUE JÁ É A NOSSA VOZ!

EDVALDO ROSA

------------------------------------------------------------------------------

Paz!
HerLânder Lobão

Se tanta paz é tanto anunciada
Se tanto fala o mundo pela paz
Porque existe tanta guerra declarada
Se é miséria que essa guerra traz

Paz na boca dos gananciosos
É nome de quero, posso e mando
Arrasta para a morte o vil desmando
Tantas mulheres, crianças e idosos

E a Paz é não ter o que comer
E a Paz é uma criança a morrer
E a Paz é um doer no coração

Se a Paz é esbanjar tanto dinheiro
Se a Paz é cobiçar o bem alheio
Mude-se o nome para escravidão!

HerLânder Lobão

Grito pela paz no mundo!


A poesia é a nossa voz,
é o grito que rompe de nossas gargantas,
não nos calemos pois
enquanto vemos e falamos do que nos encanta
existem almas que não tem chance
de se manifestar como nós!
O mundo é mais do que o que temos
dentro de nossas cercas...
Outros filhos existem alêm dos nossos,
outros corações sofrem sós!
Levantemos a nossa voz
em unisono brado:
Soldados soltem as armas
que ceifam os nossos legados...
Governantes, olhem alêm de seus umbigos,
morrem na tua frente, irmãos, parentes, amigos...
Dá-lhe a paz!
Mas o façam enquanto vivos,
mortos já não precisam mais!
Irmãos venham comigo,
o mundo precisa de nós!
Gritemos pela paz no mundo,
antes que a tormenta arranque a vida de nós!


Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET

A GRANDE PAZ

Mário Osny Rosa

Um dia dedicado à paz
Tanto outros a guerra.
Tudo em muitas terras
Nesse mundo incapaz.

Mata-se até por amor
Essa guerra é um furor.
Tudo com um desamor
Ninguém já é a favor.

Que seja esse congresso
O novo início de uma paz
Que confirme se for capaz.

Que do arco do triunfo
Venha iluminar o mundo
Com uma paz perene.

São José/SC, 23 de agosto de 2.006.
morja@intergate.com.br
www.mario.poetasadvogados.com.br 


Oração pela paz

Só consigo a Deus rogar
pela paz do mundo inteiro,
fazendo o dever primeiro
de, esta causa, abraçar.

Não podemos nos calar
ante tanta violência,
ceifando a santa inocência
duma criança sem lar.

E ter coragem de dizer,
rever, agir, refazer.
Envidar todos esforços.

Para que os povos vivam,
confraternizem e convivam,
na paz, sem sentir remorsos.

Moita 
Edmilsom Lopes recebida por email

------------------------------------------------------------------------------

Minha contuição para sua corrente da PAZ: 


Médio oriente 


Junto-me ao grito surdo

Mudo,

Sento e choro

Solo,

Sem voz, mas com vós

Num dueto de gueto

Obsoleto

PaZmen... 

Chiko Kuneski

------------------------------------------------------------------------------

PAZ D`ALMA

Wilson de Oliveira Carvalho

REUNIREI EM UMA DAS SALAS DA VIDA
OS JARDINS DAS ESPERANÇAS
A ALEGRIA ESTARÁ PRESENTE
A FELICIDADE NÃO SERÁ AUSENTE

A PRESIDÊNCIA ESTARÁ SOB A DIREÇÃO DA COMPREENSÃO
SECRETARIADA PELO PERFUMES DAS FLORES
NÃO SERÁ TOLERADO AMORES DESTRUÍDOS
MUITO MENOS DE ANSEIOS ILUDIDOS

O TEMA A SER DESENVOLVIDO
COM ARDOR INCONTIDO,
SERÁ A BELEZA DA PAZ
O GOZAR DE TUDO O QUE ELA NOS TRAZ

OCORRERÁ MUITOS SORRISOS
LÁGRIMAS? NÃO SEI!
SEJA COMO FOR
POR CERTO HAVERÁ MUITO AMOR

ASSIM, TUDO SE COMPLETARÁ
A TRISTEZA ALI NÃO TERÁ LUGAR,
SOMENTE O AGORA REINARÁ,
O VIVER NA PAZ, ASSIM SERÁ

------------------------------------------------------------------------------
Aqui está minha contribuição: 

A paz nasce primeiro na alma, 
e se espalha pelos corações bondosos; 
quem não tem paz dentro de si, 
não pode promover a paz pelos outros. 

Enviado por Glória Cunha em 02/09/2006 20:54
para o texto"CIRANDA: PELA PAZ NO MUNDO - CONVOCAÇÃO AOS RECANTISTAS ATUALIZAÇÃO" 

------------------------------------------------------------------------------
PAZ

(Marici Bross)



Na branca cor ausente

Na pureza do ser

Nossa paz, tão sonhada



A paz no mundo

A paz no coração

A paz da vida

A paz do amor



Paz! Paz!

Deus meu

Como a ela, chegar!!



Deus de amor

Deus de Paz

Sua luz que nos envolve

Nesta Paz

De muito amor.

www.maricibross.com 

-----------------------------------------------------------------------------

POR UM MOMENTO DE PAZ



Mário Osny Rosa



Por uma PAZ propalada

Numa busca insensata.

Que todo mundo relata

Desde o seu nascimento.



PAZ na terra foi pregada

Aos homens de boa vontade.

Mas, esses homens querem.

Guerras e mais guerras.



No tempo que aqui passou

Só a PAZ ele pregou.

A todos sempre falou

Mas, o mundo não escutou.



Continuam as guerras

E a PAZ fica na era.

Por toda essa terra

Que pela PAZ espera.



São José/SC, 29 de setembro de 2006

morja@interagte.com.br

www.mario.poetasadvogados.com.br 

---------------------------------------------------------------------------

CONSTRUÇÃO

Farta de concordância
desato o verbo e
exijo a construção
das crianças
com a argamassa
do sonho e do riso.
Refaçam-se as metáforas
povoem os livros de flores
e enxotem as palavras
de ordem.
Acabem com os sujeitos ocultos
da guerra e seus objetos mortíferos.
Ressuscitem a alma das crianças
para chorar as crianças mortas
enfim inatingíveis por obuses
e pelos absurdos cruéis dos
monstros carnívoros,
senhores das armaduras,
das frases duras.
Procurem outros tempos
em que os verbos se conjugavam
no presente e no futuro,
traduzindo-se em esperança.
Apaguem as orações radicais
e em seu lugar deponham as armas.
Destruam as onomatopéias malignas
das balas tracejando em corpos
infantis e colorindo de vermelho
a infância e a juventude.
Desmontem os mísseis,
trocando-o por cartas de amor,
de amizade, de perdão.
Acendam a luz nos olhos
dos velhos, cansados de
procurar a mensagem
dos deuses em sangue e lágrimas.
Basta de antônimos,
queremos igualdade de termos
queremos construir juntos,
os versos livres,
os versos brancos da
PAZ! 

Saramar Mendes

-----------------------------------------------------------------------------

Viva....Vida !

Ouço os sinos a badalarem
O som do entardecer
No socorro da noite infinita
Planejo meu amanhecer

Vejo as crianças brincarem
Felizes ao encontro do vento
E esqueço da vida aflita
No tempo em que fui sofrimento

Sorrio para o sol reluzente
Que inunda meu ser de calor
E agradeço a vida que insiste
em fazer de meu mundo amor

Vou cantar uma linda canção
Que fale de fé, de esperança e de vida
Vou dançar a ciranda do amor
Nossas mãos estarão sempre unidas

Em busca da paz que se esquece da gente
Em busca da alma outrora perdida
E o vento trará novamente
A alegria há tempo esquecida

Charlyane Mirielle

http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=189455
















Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 31/08/2006
Alterado em 17/10/2006


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr